Biscoito ou Bolacha...

Você aí, com a mão no pote, sabe do que eu tô falando!


Seja coberto, recheado, massarocado numa caneca com leite condensado, roubado do sobrinho ou até depois do exame de sangue, não perdemos a oportunidade de abocanhar um biscoito!


No mundo dos juices o sabor tem ganhado cada vez mais espaço, com marcas grandes fazendo suas versões ou se confirmando no mercado como favoritas. As opções nunca foram tantas!


Let’s cookie!


Transportar a sensação de um biscoito para o vapor tem seus desafios, não temos como morder o vapor né, então crocância é algo relativo. A massa assada tem um aroma diferente dependendo dos ingredientes usados, e nem vamos falar sobre a manteiga, que tem características tão peculiares que pode se dizer que nunca provamos a mesma manteiga mais de uma vez.


Então, expectativas niveladas, vamos falar sobre alguns sabores que podem nos ajudar a criar um biscoito digno de ir pro pote.


Capella Biscuit


Pouco citado nos grupos, tem uma camada leve de baunilha e lembra bastante um biscoito de coco simples. Tem notas bem acentuadas que lembram uma massa gordurosa e amanteigada bem assada e quase queimada. Comparado ao Inawera Biscuit, e normalmente substituído pelo mesmo, falaremos sobre o Inawera mais a frente..


Recomendação de uso - 1% a 3% - Bom como base, melhor como complemento.


Capella Sugar Cookie V1 e V2


Esse biscoito amanteigado e doce é um dos mais procurados para o perfil.

É um aroma simples e que pode ser muito bem explorado, a V1 não tem notas de Acetyl Pyrazine(AP) e se encaixa bem com cremes e sorvetes. Já a V2 possui uma leve nota de AP e um pouco mais de baunilha.


Recomendação de uso - 2% a 4% - Ótima base e complemento.


FlavourArt Cookie (Biscoto)


Esse é um dos meus favoritos, não só pela capacidade de ser explorado como outros tipos de sobremesa, esse sabor tem uma característica mais seca e tenta trazer a “crocância” com um bom teor de AP e notas “amendoadas”.


Recomendação de uso - 1% a 3% - Ótima base para biscoitos e outros tipos de sobremesas com massa assada. Acima de 2% a percepção do AP é maior, o que pode ajudar a trazer notas mais escuras a algumas frutas.


Inawera Biscuit


Esse é um dos favoritos de todo mundo, um biscoito “champagne” sem a camada de açúcar cristal, também conhecido como “la reine”. Biscoito mais fofo e com leve notas assadas do AP, tem uma concentração que pode roubar a cena em algumas receitas, e se bem estudado e aplicado, pode entregar um sabor de biscoito bem rico e completo, podendo ser usado também em outras confecções, como bolos e massas.


Recomendação de uso - 1% a 2% - Até 1% é um ótimo suporte ou base, e acima de 2% vira um aroma dominante.


Nem tudo é biscoito, mas com jeitinho tudo vira biscoito.


Grahams, cereais, crostas e AP.


Já abordei o uso das Grahams (Graham Crackers) no artigo sobre massas, e hoje vou expandir o tópico com minhas impressões e recomendações, além de umas dicas de uso.


Capella Graham Cracker V2


Os biscoitos Graham são bem característicos e podem parecer um pouco com os biscoitos integrais que algumas marcas vendem. Porém o seu uso em confeitaria é bem conhecido dos europeus, fazendo biscoitos e bolos com essa farinha grossa. Essa versão da Capella tem notas assadas e levemente caramelizadas.


Recomendação de uso - 1% a 3% - As notas alcoólicas leves se misturam bem com frutas e cremes e somem depois uma maturação mais longa. Pode ser usado para completar biscoitos e massas assadas recheadas.


Capella Cereal 27


Esse aroma entra na lista como um ótimo coringa. Sua complexidade de notas assadas e fritas, com um teor de AP que pode ser bem aproveitado. Levemente doce e sem notas caramelizadas.


Recomendação de uso - 1% a 4% - Funciona como um suporte para trazer mais “crocância” a biscoitos e massas. Pode ser usado para substituir o AP por ser mais sutil na maturação.